Desperte seus poderes de Semente estelar

Nós temos pontos de conexão em nosso corpo que nos permitem lembrar de nossa memória cósmica.

Através da ativação destes pontos estratégicos no nosso corpo, podemos despertar nossos poderes de semente estelar.

Os primeiros pontos de ativação são a estrela da terra e a estrela da alma.

A estrela da alma fica abaixo dos nossos pés a 15 cm e representa a nossa conexão com a terra.
A estrela da terra nos permite integrar em nossa vida, no aqui e agora, as experiências de que, como terráqueos, precisamos para nossa própria evolução (que nada têm a ver com o sistema de karma, de nascimentos e mortes repetidos que nos impuseram os seres negativos para que sejamos aprisionados). Mas da consciência de que precisamos despertar em nossa vida para ter empatia com os outros, saber qual é a nossa missão e gerar equilíbrio na terra. Conceito semelhante ao que os maias chamam de Tzolkin.

A estrela da alma fica acima da cabeça a 15 cm e representa a nossa conexão com a alma.

A estrela da alma permite-nos integrar na nossa vida, no aqui e agora, a nossa sequência de consciências que habitam outras dimensões. Estamos conectados a várias consciências que originalmente eram todas parte de uma única consciência, por isso também são conhecidas como fractais ou duplos quânticos.
Essas consciências podem viver em outras dimensões e é necessário que estejamos conectados com elas para a expansão da nossa própria consciência e consequente colapsar a amnésia a que fomos condenados.

Estes pontos de conexão são conhecidos como as duas estrelas porque quando visualizados, parecem com duas estrelas tetraédricas dentro de uma esfera.

Os 12 pontos de ativação da Semente estelar

Em resumo, nosso sistema energético que está em conexão com nosso DNA cósmico está composto por:

  • Estrela da terra
  • Chakras dos pés
  • Chakras dos joelhos
  • Chakra raiz
  • Chakra sacral
  • Chakra do plexo solar
  • Chakra cardíaco médio
  • Chakra cardíaco superior
  • Chakra laríngeo
  • Chakra da nuca
  • Chakra frontal
  • Chakra coronário
  • Chakra causal
  • Estrela da alma

Representando 12 chakras e 2 âncoras – 12 filamentos de DNA e 2 hélices

Antes da ativação do DNA cósmico, é necessário saber como está nosso DNA em nosso corpo, quais são suas características atuais, saber o que já temos ativo e o que ainda temos para ativar.
Para saber como está nosso DNA, devemos fazer um teste em nossos chakras. Como não podemos medir diretamente do DNA, teremos que fazer isso indiretamente.

O teste pode ser realizado a partir dos 12 anos de vida, pois é a partir dessa idade que as informações trazidas de outras experiências podem ser vistas, sem serem afetadas por novas informações, uma vez que a energia ainda é muito crua.

Antes dessa idade não é apropriado, pois o sistema de chakras não está bem desenvolvido.
Se nunca fizemos o teste e somos adultos, devemos ter mais cuidado com a nossa análise, para não considerar energias posteriores que foram adicionadas ao nosso campo energético, que distorcem o nosso teste e obter uma análise míope: iniciações em religiões, votos de silêncio, pobreza ou castidade, etc.

Além disso, também é importante saber em que frequência cada chakra está, e que nível vibratório ele possui. Não é a mesma coisa um chakra com baixa energia do que um chakra com baixa vibração. Um chakra pode ter muita energia, porém ser de baixa vibração.
Todo o mapa geral dos chakras também deve ser analisado para saber como está a situação da pessoa.

Como este teste é muito complexo e requer muita prática para atingir a sensibilidade necessária, podemos fazer uma análise mais simples, mas requer muita honestidade da nossa parte para que a voz do nosso ego não distorça nada.

Esta análise baseia-se no conhecimento de todos os nossos pontos de melhoria em nossa personalidade e em saber a qual chakra corresponde cada ponto a melhorar, pois assim saberemos quais chakras temos em desarmonia, o que implica na ativação de um filamento de DNA quando conseguirmos equilibrar este chakra.

Como sei se meus pontos de conexão do DNA estão ativos?

Aqui mencionamos os chakras que possivelmente podem estar desequilibrados através de uma lista das desarmonias que causam ditos desequilíbrios.
Desta forma, podemos saber qual ponto trabalhar:

Chakras dos pés

Resistência às mudanças ou desapego total das coisas que você tem.
Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Joanetes: massa dura e dolorosa na articulação do dedão do pé
Calos: espessamento da pele por fricção ou pressão
Verrugas plantares: verrugas na planta do pé
Queda do arco – também conhecido como pé plano

Chakras dos joelhos

Você se sente intimidado, oprimido, abatido ou procura dobrar ou intimidar outras pessoas.
Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Artrite – que inclui artrite reumatóide, osteoartrite, lúpus e gota.
Cisto de Baker – um inchaço cheio de líquido localizado atrás do joelho
Cânceres que podem se espalhar ou começar nos ossos
Doença de Osgood-Schlatter: inchaço doloroso do caroço na parte superior da tíbia, logo abaixo do joelho
Infecção nos ossos do joelho
Infecção na articulação do joelho

Chakra base

Dificuldade em lidar com assuntos materiais (dinheiro, trabalho, etc.), não consegue tomar decisões e ter uma posição na vida, vive no mundo da lua e sente falta de coragem para lidar com compromissos. Preguiça, falta de objetivos, depressão, apego, acúmulo de coisas velhas.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas nas glândulas supra-renais, no ânus, reto, tecidos da pelve, ossos, medula óssea, problemas de excreção.

Chakra sacro

Falta de prazer em viver, tristeza, apatia, perda da libido, impotência, insatisfação, vício no sexo, perda dos cuidados pessoais, desarmonia com a relação com a terra, com a família, com as pessoas em geral e com nós mesmos. Guarda as emoções vividas em relacionamentos anteriores.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas nas glândulas gônadas, na próstata, útero, ovários, trompas de falópio, órgãos genitais, bexiga, intestino, cólon, apendicite, problemas reprodutivos.

Chakra do plexo solar

Emoções densas como raiva, dor pelo que os outros nos fizeram, medo, tristeza, angústia, ressentimento, ansiedade. Falta de força pessoal, não sabe impor limites e dizer não, irritação, tristeza de vida, nervosismo.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas no pâncreas, estômago, fígado, vesícula biliar, rins, problemas digestivos. Gastrite, azia.

Chakra cardíaco médio

Depressão, angústia, irritação, amargura, tristeza, ressentimento, dificuldade em perdoar, pontadas no peito, excesso de materialismo e apego. Desequilíbrio nas relações: pai-mãe, marido-mulher.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas de glândula timo, coração, pulmão, brônquios e pele. Problemas de circulação, ataque cardíaco, taquicardia, câncer de mama.

Chakra cardíaco superior

Falta de sinceridade, engano, mentira, estar no lugar da vítima ou do carrasco, falta de amor pelo que se faz na vida, falta de compaixão, arrogância, orgulho. Falta de espiritualidade, falta de conexão com o divino. Desarmonia entre emoção e intelecto.

Como este chakra é a evolução do cardíaco médio, os sintomas físicos são os mesmos.

Chakra laríngeo

Dificuldade em expressar opinião, dificuldade em comunicar o que realmente quer dizer, pouca criatividade, verbalização excessiva (fala muito mas não diz nada), gagueira.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas da glândula tireóide, laringe, traquéia, artérias carótidas, problemas respiratórios e baixa imunidade.

Chakra da nuca

Este chacra é o ponto chave para a conexão psíquica com outras dimensões e outras entidades, é facilmente manipulado quando não há um uso correto das faculdades psíquicas que adquirimos.

É muito comum que médiuns e canalizadores de supostos mestres super ultramega-ascendidos, que na verdade são psiques que manipulam essas faculdades do ser humano, tenham implantes neste chakra para servirem de cobaias fiéis a essas entidades.

Portanto, muitos dos médiuns e canalizadores desses seres não são realmente livres e precisam estar disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana para os chamados mestres da luz.

É um ponto muito sensível pelo qual também absorvemos as energias negativas, principalmente o mau-olhado e a inveja.

Os sintomas físicos que podem ocorrer são epilepsias, convulsões, tremores, perda parcial de controle sobre os movimentos do corpo e paralisia do sono.

Chakra frontal

Preocupação, desorientação, falta de objetivos, falta de noção da realidade, dificuldade de concentração, falta de foco, pensamentos acelerados, ideias que se acumulam e não são colocadas em prática, desorganização, problemas de raciocínio.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios de energia já estão avançados:
Problemas na glândula pituitária, no hipotálamo, córtex cerebral, orelhas, olhos, mesencéfalo, sistema nervoso. Sinusite, dor de cabeça, enxaqueca.

Chakra coronário

Fobias, falta de fé, tendências suicidas, neurose, histeria, pânico, vazio interior, falta de paz, fanatismo religioso.

Os sintomas físicos surgem quando os desequilíbrios energéticos já estão avançados:
Problemas na glândula pineal, no sistema nervoso central. Problemas neurológicos, insônia.

Chakra causal

Percepção fragmentada e extremamente dual das coisas: santo ou pecador, extrema direita ou extrema esquerda, extrema devassidão ou regras excessivas, dificuldade em encontrar o meio-termo em tudo.
Por meio desse chakra, podemos nos conectar com nossa alma, desde que a percepção da dualidade da matrix seja anulada.

 

O trabalho com os chakras é gradual, trabalhando chakra por chakra individualmente, o que requer tempo e compromisso.

Os centros de energia nada mais são do que reflexos das informações que trazemos em nosso DNA, então mesmo que os chakras estejam alinhados externamente por meio de uma terapia de 2 horas, se não fizermos as mudanças internas correspondentes aos centros de energia que temos alterados, não terá utilidade e os centros serão novamente colocados no lugar errado.

Na seção Meditação dos códigos alienígenas, encontraremos meditações para cada um dos chakras, desta forma, podemos nos conectar com as informações que cada chakra incorporou e é possível receber essas informações consciente ou inconscientemente que depois podem ser traduzidas em mensagens mais conscientes, o importante é manter uma prática constante, para ancorar essas informações.

Leave a Reply