Equilibrio de Chakras Astrológico

Para a ciência, 3% do nosso DNA é conhecido e 97% do nosso DNA é desconhecido.

Foi comprovado que o DNA gera uma corrente elétrica e funciona como um motor, por isso é sensível às influências magnéticas, funcionando da mesma forma que um circuito elétrico.

Por isso, também podemos fazer trabalhos internos por meio das influências dos planetas em nosso sistema solar, já que eles também possuem seu próprio campo eletromagnético.
Por exemplo, claramente temos a influência da lua e ela pode influenciar as marés, os ciclos ou o humor das mulheres, mas o resto das estrelas também nos influenciam.
Somos como um microcosmo, em réplica idêntica ao macrocosmo, para que possamos entender o que acontece em nossa vida, devemos entender o mapa celeste.

Deve-se notar que os planetas não nos condicionam, nem nos obrigam a nada. O mapa astral é apenas um raio-X para analisar e se houver alguma situação de desequilíbrio na vida, diagnosticar e encontrar a solução.

Cientistas nos estudos de DNA da década de 1950 concluíram que o DNA não é reprogramável e argumentaram que nosso DNA definitivamente dita nossa personalidade.
Mas ao longo das investigações, os psiquiatras perceberam que essa explicação não cabia, pois estudavam pacientes com múltiplas personalidades e perceberam que com apenas um código genético no corpo, o paciente poderia apresentar personalidades completamente diferentes.

O DNA se move por energias, por ondas e pode ser modificado dependendo do estado mental da pessoa.

Para finalizar este mergulho no estudo das formas de ativar o DNA cósmico, veremos uma breve menção sobre os planetas do mapa celestial e sua correspondência com cada chakra. No entanto, precisaremos da ajuda de um astrólogo muito experiente para nos ajudar a interpretar nosso mapa natal.

Estrela da terra
Representa a Terra, como nossa consciência é personificada e manifestada

Chakras dos pés
Zeres, transcendência da realidade corpórea, relações pais-filhos

Chakras dos joelhos
Eride, em referência à deusa romana irmã de Marte, a deusa da discórdia, também se refere à emulação, medos e ego.

Chakra base
Saturno, maturidade e regras

Chakra sacro
Lua, como nos sentimos

Chakra do plexo solar
Sol, personalidade. Chakra esplênico (chacra do baço como parte do plexo solar): Marte, como agimos

Chakra cardíaco médio
Vênus, como nos relacionamos afetivamente

Chakra cardíaco superior
Quíron, a ferida que devemos curar

Chakra laríngeo
Mercúrio, como pensamos ou nos comunicamos

Chakra da nuca
Lua escura, Lilith, as potencialidades ocultas

Chakra frontal
Júpiter, como expandimos a consciência, como brilhamos no mundo


Chakra coronário
Urano, o destruidor de estruturas

Chakra causal
Netuno, como nos conectamos espiritualmente, zona do caos, do desconhecido

Estrela da alma
Plutão, transmutação e poder

Nossos 12 filamentos de DNA estavam originalmente ativos e nosso maior desafio é reativá-los para reconectar essa memória. Enquanto não acordarmos, estaremos muito limitados nesta matrix de dualidade ou samsara (ciclos repetidos de nascimento e morte com vidas de muito sofrimento).

Leave a Reply