Raças alienígenas negativas

Como vimos no nosso artigo Uma raça híbrida chamada humana, as raças alienígenas negativas, ou seja, que não estão alinhadas com nosso processo de evolução, e querem nos usar para seus próprios fins, tiveram que parar sua influência direta sobre os humanos e agora estão operando desde as dimensões etérica e mental, por isso, mentalmente podem se projetar para tentar continuar nos manipulando.

A composição do nosso cérebro é de 3 partes.
Cérebro reptiliano: sobrevivência
Cérebro emocional: a capacidade de sentir
Cérebro intelectual: a capacidade de processar informações usando a lógica

Geralmente, as raças que chamamos de negativas têm o cérebro reptiliano e o cérebro intelectual, mas não têm o cérebro emocional.
Por isso eles não têm empatia por nós e usam-nos como nós usamos os animais da granja para nosso próprio benefício.

Por seu raciocínio, eles não estão nos fazendo mal. Mas para nós, eles estão sendo muito prejudiciais.

As raças extraterrestres negativas eram seres que tiveram um processo evolutivo muito semelhante ao nosso: uma alma com consciência, capacidade de reprodução, capacidade de criar por meio da mente, etc. Mas devido a todos os danos que causaram no universo, este processo evolutivo foi bloqueado e agora eles estão usando os humanos para continuar sobrevivendo, gerando energias negativas nos humanos para se alimentar delas, manipulando coletivamente as mentes dos humanos através dos meios de comunicação para gerar paradigmas na sociedade que os beneficiem, criando locais de incubação e reprodução artificial a partir do DNA humano, etc.

Conheceremos as raças negativas dos positivos por meio de sua energia. Se após certo contato com um desses seres passamos mal, física e emocionalmente, então esse ser não é positivo, por mais bonito que pareça. Desenvolver a mediunidade ajuda a detectá-los, pois nos tornamos sensíveis às energias e desenvolvemos um tipo de radar que nos faz detectá-los.

Dentro das raças negativas ou predatórias, temos os reptilianos draconianos, também conhecidos como Anunnaki. Eles têm ido a diferentes lugares, explorando recursos e têm usado os seres locais dos planetas onde vão para poder se hibridar, já que não podem se reproduzir por si próprios. Esses seres têm uma ligação com os greys, que foram criados artificialmente em laboratório, para serem subordinados dos dracos e poderem desempenhar suas diferentes funções.
Os draconianos foram os que mais causaram danos à humanidade, um exemplo claro é Yahweh, o deus Anunnaki que repetidamente tentou extinguir a raça humana.
Os draconianos mais nocivos são brancos gigantes com escamas muito grossas. Alguns têm asas, outros têm uma crista gigante da cabeça à cauda.
Existem também alguns dracos verdes muito nocivos, outros castanhos esverdeados, outros vermelhos com asas e que são muito agressivos, temos então os gárgula que Parks chama de pazuzu, que são os que vemos nas igrejas e catedrais, uns têm um chifre e outros têm dois chifres, e eles têm asas cinza-esverdeadas.

Existem também alguns dragões escuros que possuem uma violência incrível e criaram laboratórios de reprodução na terra para se replicarem através do DNA humano, eles têm a seu serviço os greys, que Parks os chama de miminu e eles executam as tarefas mais desagradáveis, como abduções, sequestros, inseminações.
Os greys são ajudantes de outros alienígenas que são semelhantes a eles, mas que são mais altos, brancos, com uma cabeça grande e dedos longos. Esses altos são como os cientistas e os pequenos greys são como os ajudantes.

Para eles, nós somos contêineres de informação e eles usam mulheres humanas para a inseminação, depois vêm outros pequenos alienígenas de pele amarela, com cara de peixe, que se encarregam de retirar os fetos do ventre humano para levá-los ao laboratório.
Existem outros tipos de ajudantes que, em vez de serem cinzentos, são pretos e existem outros azuis.
O azuis são vistos principalmente por crianças. Todos esses seres trabalham com uma mentalidade de abelha, há uma abelha rainha e as operárias. Todos eles são como trabalhadores de um rei e trabalham em grupos, o que os torna perigosos.
Há outra raça que são seres larvais. São como larvas e se implantam no corpo para acabar se expandindo no corpo energético da pessoa.

Deve-se notar que os conhecidos seres elementais dos 4 elementos da natureza, não são criações de alienígenas. Estes são seres que foram criados pela própria natureza, enquanto as diferentes dimensões foram evoluindo, eles fazem parte da segunda dimensão.

Mas sim é possível que, por meio da magia, elementais de formas-pensamento possam ser criados para trabalhos prejudiciais. As formas-pensamento são condensações de energia mental muito intensas, que podem assumir a forma de um ser, mas que não tem consciência.

Raças predatórias não podem ser apresentadas abertamente à humanidade, pois sua máscara cairia. A maneira como se apresentam é manifestando-se mentalmente como um belo humanóide, como mestres, como guias espirituais, como aparições de virgens, etc. São justamente eles que nos passaram nosso sistema de crenças, principalmente o religioso, para que os adoremos com fé cega e vivamos sempre com medo e culpa por nossos supostos pecados originais e nossa suposta inferioridade.

Leave a Reply